terça-feira, 8 de maio de 2012

Fátima & Bucay


Vi a Fátima na esplanada do Lais de Guia, em Matosinhos, concentrada na leitura de "Amar de Olhos Abertos", do psiquiatra e psicoterapeuta argentino Jorge Bucay. O livro foi recomendado por uma psicóloga a uma amiga da Fátima que, por ter achado o tema interessante, decidiu lê-lo também. Quando lhe pedi que me falasse deste romance que pisca o olho à autoajuda, explicou-me que o autor se debruça sobre a tomada de consciência das diferenças entre homens e mulheres, que têm formas muito distintas de estar e de viver. E salientou que, em nome da boa convivência entre géneros, se torna muito importante não só saber ouvir, como também nunca se assumir que somos os únicos donos da verdade. Posto assim, parece tudo muito simples, não é?

2 comentários:

Moon disse...

Noto que o marcador do livro é particularmente original! ;)

José Manuel Resende Rosa disse...

Gostava de ter um marcador desses ...